Monstro no Espelho
A note to my future love: I’m going to try and push you away, don’t let me. Say you’ll be with me, say you’re going to stay.
( It’s your love that scares me, but trust me I don’t want you to leave)
gentlekama:

Nude by Hardwick

gentlekama:

Nude by Hardwick

imgfave:

Posted by Wonderfully Sick Cadre
awesomedigitalart:

Skulll by Mr—Jack
eatsleepdraw:

Chandel-deer  
Art by https://www.facebook.com/gianpiero.cavaliere

eatsleepdraw:

Chandel-deer  

Art by https://www.facebook.com/gianpiero.cavaliere

am-n-e-s-i-a-c:

Found on Brickflow
househatke:

http://www.benhatke.com/2014/06/a-jolly-wizard-and-art-supplies.html
Carta ao meu suposto filho

Bem guri, provável que nunca chegue a ler isso, mas quero ter certeza que a minha parte eu fiz: Me comuniquei com você ao menos uma vez.

Pode ser que eu me arrependa um dia do quê foi escrito aqui, e que no fim das contas tudo mude, mas eu sou alguém que prefere se arrepender por algo feito, e não por algo não feito.

Sei que é difícil de acreditar, mas eu sempre quis um filho. Achei que vinha o pacote completo: filho, esposa, casa, amor e o caralho a quatro que aparece em comercial de margarina.

-Me enganei.

Na época que me separei da sua mãe, (isso supondo que eu seja seu pai), foi uma das maiores agonias da minha vida.
Enquanto durou o relacionamento, até que foi legal, amava (ou achava que amava) até demais. E ela… Bem, você já deve conhecê-la um pouco, então não sujarei a imagem que você tem dela hoje.

Pelo caminho do relacionamento com sua mãe eu perdi praticamente tudo, fiquei sozinho, desempregado, desesperado, parei de confiar até na minha própria sombra.

Depois conheci uma garota legal que conseguiu me levantar, (se eu estiver vivo quando você ler isso, é a sua madrasta). Foi ela que me fez acreditar que poderíamos “ser felizes”, e disse uma das frases mais lindas que alguém já me disse: “Amo o guri que nasceu, porquê agora tem um pedacinho a mais de você no mundo”… 

Até hoje isso umedece meus olhos.

Bem, eu não consigo ser tão bom quanto ela. Gosto de você nesse momento que eu escrevo, como gosto da arma na mão de alguém que quer me roubar.

Não tô falando de grana, tô falando de sonhos.

(Se algum dia puder, escute a música Forgotten Beauty da banda alemã Darkwood, se você tiver um pouco de sensibilidade vai entender)

Ter um filho que eu não possa criar, que eu não possa estar ao lado, acaba comigo.

Como te disse em cima, meu sonho era mais que apenas ter uma descendência, era ter uma família.

E desde o começo, eu ví a sua mãe te usando como algo pra me ferir, algo que ela pudesse usar como moeda de troca, como mercadoria, então eu me bloqueei a sentir algo.

Um dia, se você puder conviver comigo, verá que te darei o maior valor, até lá, não me apegarei.

Sei que são palavras duras, mas a vida também é. Você provavelmente não sentirá nenhuma diferença, provavelmente esse é o melhor que posso fazer por você.

Não sei até quando viverei, se mais dez minutos, dez dias, dez anos, mil…

Só queria que soubesse que essa nunca foi minha intenção.

Eu bloqueio tudo aquilo que pode me machucar, as vezes, a maioria das vezes, são as coisas que mais posso vir a amar.

Lições que aprendi graças a sua mãe.

Bem, se posso te dar uma sugestão pra vida, é: CONTROLE.

Controle tudo que puder, se não estiver sobre seu controle,não há motivos pra se preocupar ou querer algo.

Não é a filosofia de vida que sigo, mas a que ví que dá certo. Eu não dei certo, sou erro atrás de erro. Sou lágrima atrás de lágrima pois sigo três filosofias:

-Honra - A sua honra nunca pode ser maculada, mesmo que imunda. Mesmo que ninguém partilhe da sua visão de honra.

-Justiça - Ninguém sabe o caminho de ninguém pra saber os motivos que os fazem seguir o caminho que seguem. Seja justo. Só julgue algo que você compreende por completo.

-Verdade - Não há verdade absoluta a não ser a sua. A sua verdade, a sua história, o seu caminho.

Bem, estou escrevendo isso porquê realmente, (finalmente) essa semana eu e muita gente que me conhece disse ter sonhado comigo morrendo. Eu sempre acreditei que mudaria o mundo, mas no final das contas só ocupei espaço.

É isso guri, espero que escolha bem o seu próprio caminho, se você me odiar, não se sinta mal, eu também me odeio.

Um abraço e te desejo boa sorte!

                                                                                    -Lobo

365daysofhorror:

I unapologetically love this movie.

365daysofhorror:

I unapologetically love this movie.